Category Archives: Sem categoria

Nova gestão do BH-TEC

Por | Sem categoria | Sem Comentários

O Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-TEC) tem novo gestor. Marco Aurélio Crocco Afonso, professor titular da UFMG e presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (março de 2015-março de 2019), assume a direção com o desafio de impulsionar conexões para o desenvolvimento de novos negócios ao BH-TEC.

“A estratégia é tornar o BH-TEC um dos principais atores da interação universidade-empresa (ambiente de negócio) e do fomento à pesquisa, à inovação e à transferência de tecnologia, compondo a política pública de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Minas Gerais. Temos que contribuir para o posicionamento de Belo Horizonte e Minas Gerais como referências ao ecossistema de empreendedorismo e inovação”, planeja o presidente.

Segundo ele, no ano passado, as empresas residentes no BH-TEC faturaram, juntas, R$ 170,3 milhões. Em relação ao processo de desenvolvimento de novos produtos e serviços, somente em 2018, as empresas do Parque lançaram 109 novos produtos e serviços e implementaram 44 novos processos. Também lançaram três spinoffs e depositaram seis novos pedidos de patentes, sendo que quatro foram concedidas.

Crocco era o presidente do Conselho de Administração do Parque há dois anos e, para o novo ciclo à frente da gestão executiva, ressalta que o BH-TEC deverá ser capaz de ser ativo para o desenvolvimento econômico de Belo Horizonte e criar sinergias para fomentar o desenvolvimento empresarial. Quem assume a presidência do Conselho é o professor Ado Jorio, do Departamento de Física da UFMG, pesquisador referência internacional em nanotecnologia e considerado um dos cientistas mais influentes do mundo.

 

Trajetória – diretor-presidente

Marco Crocco é economista pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mestre em Economia Industrial e da Tecnologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e PhD em economia pela Universidade de Londres. Possui pós-doutoramento pela Universidade de Cambridge (Inglaterra) e Universidade Paris-Dauphine (França). Professor titular do Departamento de Ciências Econômicas da UFMG e pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Crocco é especialista em economia monetária e desenvolvimento regional. Foi presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), da Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE) e da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep) e estruturador da Fundep Participações (Fundepar).

Chamada Pública 04/2019 – Aberta chamada pública para ocupação de salas no BH-TEC

Por | Sem categoria | Sem Comentários

Está aberta a chamada pública para ocupação de duas salas no Edifício Institucional do Parque Tecnológico de Belo Horizonte. Os espaços disponíveis apresentam áreas de 62,18 e 41m2.

Desenvolver um empreendimento no complexo do BH-TEC traz a oportunidade de inserção em um ambiente que favorece a inovação por meio da interação com universidades, centros de pesquisa e demais instituições do ecossistema de Pesquisa & Desenvolvimento.

O período de inscrições terá início às 8 horas do dia 09 de Setembro de 2019 e será finalizado às 18 horas do dia 19 de setembro de 2019. O resultado da seleção deverá ser divulgado até 30 dias úteis após a entrega da Solicitação de Entrada.

Para se instalar no BH-TEC, os empreendimentos – empresas e centros de P&D – devem atender aos seguintes requisitos, conforme Resolução 001/2013 – Critérios de Entrada, do Conselho de Administração:

– Realizar atividades baseadas no desenvolvimento de novos conhecimentos e tecnologias, voltadas para o atendimento das necessidades da sociedade;

– Buscar a permanente interação com universidades, centros tecnológicos e empresas no desenvolvimento de inovações;

– Atuar de forma ambientalmente sustentável, com condições de funcionamento que não gerem riscos ambientais e com planos de controle e tratamento de resíduos.

É necessário que a empresa interessada apresente, no ato de inscrição, um atestado, fornecido pelo BH-TEC, de que visitou a sala. A solicitação de agendamento de visita técnica deverá ser feita via correio eletrônico, pelo endereço contato@bhtec.org.br e estará sujeita ao cronograma a ser definido pelo BH-TEC.

A documentação da chamada pública pode ser conferida aqui.

Chamada Pública 03/2019 – Aberta chamada pública para ocupação de salas no BH-TEC

Por | Sem categoria | Sem Comentários

Está aberta a chamada pública para ocupação de duas salas no Edifício Institucional do Parque Tecnológico de Belo Horizonte. Os espaços disponíveis apresentam áreas de 62,18 e 41m2.

Desenvolver um empreendimento no complexo do BH-TEC traz a oportunidade de inserção em um ambiente que favorece a inovação por meio da interação com universidades, centros de pesquisa e demais instituições do ecossistema de Pesquisa & Desenvolvimento.

O período de inscrição terá início às 8 horas do dia 11 de julho de 2019 e será finalizado às 18 horas do dia 22 de julho de 2019. O resultado da seleção deverá ser divulgado até 30 dias úteis após a entrega da Solicitação de Entrada.

Para se instalar no BH-TEC, os empreendimentos – empresas e centros de P&D – devem atender aos seguintes requisitos, conforme Resolução 001/2013 – Critérios de Entrada, do Conselho de Administração:

– Realizar atividades baseadas no desenvolvimento de novos conhecimentos e tecnologias, voltadas para o atendimento das necessidades da sociedade;

– Buscar a permanente interação com universidades, centros tecnológicos e empresas no desenvolvimento de inovações;

– Atuar de forma ambientalmente sustentável, com condições de funcionamento que não gerem riscos ambientais e com planos de controle e tratamento de resíduos.

É necessário que a empresa interessada apresente, no ato de inscrição, um atestado, fornecido pelo BH-TEC, de que visitou a sala. A solicitação de agendamento de visita técnica deverá ser feita via correio eletrônico, pelo endereço contato@bhtec.org.br e estará sujeita ao cronograma a ser definido pelo BH-TEC.

A documentação da chamada pública pode ser conferida aqui.

Decreto da PBH simplifica procedimentos para concessão do PROEMP

Por | Sem categoria | Sem Comentários

Em 9 de janeiro, a Prefeitura de Belo Horizonte publicou o Decreto nº 17.044, que visa simplificar os procedimentos e requisitos da concessão de benefícios do Programa de Incentivo à Instalação e Ampliação de Empresa (PROEMP), instituído pela Lei nº 7.638, de 1999.

O Programa oferece benefícios fiscais para a instalação e expansão de empreendimentos na capital mineira, como a redução de até 60% do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), o diferimento a 36 meses, e a redução de 10% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Poderão requerer o incentivo pessoas jurídicas, de direito público ou privado, com atividades voltadas para o desenvolvimento de bens, produtos ou serviços, de base tecnológica ou inovadora. As empresas instaladas ou que vierem a se instalar no Parque Tecnológico de Belo Horizonte são beneficiárias diretas do Decreto.

O Programa não permite a extensão dos benefícios atribuídos ao BH-TEC para as empresas associadas na categoria não-residente, pois a legislação prevê que a análise e concessão dos benefícios é feita levando em conta o endereço de cadastro da empresa. Logo, não é possível conceder os incentivos solicitados na categoria “empresa instalada no BH-TEC” para quem não está, efetivamente, instalado no parque. Por outro lado, essas empresas não-residentes ainda poderão requerer os benefícios do Proemp na categoria “expansão de empreendimento” normalmente, se atendidas as demais condições estabelecidas pelo programa.

A iniciativa evidencia o reconhecimento da PBH acerca das oportunidades do ecossistema de inovação e empreendedorismo da capital – no qual o BH-TEC atua como espaço de desenvolvimento, conexão e interação entre seus agentes – e sua importante contribuição para potencializar esse ambiente de negócios.

Para o presidente do BH-TEC, professor Roberto Bigonha, o decreto representa importantes benefícios para os avanços tecnológicos da cidade. “É motivo de orgulho participar de um incentivo tão fundamental para o fomento do ecossistema de inovação e tecnologia. Para as nossas empresas, o decreto impacta na redução de custos, estimulando o desenvolvimento de produtos e serviços de ponta”, explica.

Segundo a PBH, a capital mineira reúne a segunda maior comunidade de startups do Brasil e conta com importantes centros de Pesquisa & Desenvolvimento como o Google, Embraer, CSEM e Hexagon.

O decreto entra em vigor em 90 dias. Clique aqui e acesse todas as informações do documento.

BH-TEC - Parque Tecnológico de Belo Horizonte