Empresas do BH-TEC anunciam expansão

Por 10 de outubro de 2017 Sem categoria Sem Comentários
_MG_9521

Bons resultados em 2017 motivam empresas a ampliarem espaços no Parque Tecnológico; investimentos sinalizam confiança dos empreendedores no mercado

Movimentos positivos de empresas no Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-TEC) demonstram a confiança dos empreendedores no mercado, o que é fruto dos bons resultados operacionais colhidos até o momento neste ano de 2017. A Convert Itália deve fechar o ano com faturamento saltando de R$ 1 milhão para R$ 80 milhões; a JN2 começou 2017 com 20 profissionais e em setembro já emprega 50; a Supersonic já soma mais de 100 projetos nacionais e internacionais, e também vai ampliar o time até o final do ano, para dar vazão ao aumento da demanda de clientes.

O crescimento dos negócios também se converte no redimensionamento das estruturas físicas das empresas. A WayCarbon ampliou sua sede em 2017, mudando-se para um espaço 50% maior dentro do BH-TEC. A receita operacional bruta (ROB) do negócio cresceu 182%, chegando à marca de quase 6 milhões. Só a plataforma Climas, voltada para o gerenciamento da emissão de gases de efeito estufa, foi responsável por um faturamento de 1,4 milhões. A solução está no mercado há 18 meses e o valor representa um crescimento de 200%.

Também este ano, a Alsol foi responsável pela instalação de uma usina fotovoltaica no Parque; a energia gerada a partir da luz solar abastecerá boa parte do consumo energético do BH-TEC. Como residente do Parque desde o primeiro semestre deste ano, a empresa já entra em um ambiente que é exemplo de sustentabilidade e geração de energia limpa. “Com a proximidade com grandes centros acadêmicos, como a UFMG, temos a oportunidade de absorver e transferir conhecimento. Acreditamos que o ambiente do BH-TEC propicia a geração de novas soluções para que a Alsol se mantenha como referência não só em inovação como em modelo de negócio e desenvolvimento de projetos em P&D”, afirma o presidente Gustavo Malagoli Buiatti.

Leonardo Neves, CEO da JN2, empresa que oferece ao mercado plataformas de e-commerce, também comemora os bons resultados.  “Nosso modelo de negócio tem sido bem aceito e os nossos números têm crescido. Fechamos o primeiro semestre com crescimento de 40% em nossa carteira de clientes; conquistamos grandes contas, como a Raia Drogasil, a maior rede de drogarias do país”, conta. Com os avanços, a empresa, até então não-residente do BH-TEC, passou a integrar o time de residentes do parque. “Estamos investindo no desenvolvimento tecnológico e na expansão mercadológica. Sabemos que o BH-TEC contribuirá ainda mais para o desenvolvimento da JN2”, disse.

“Confirmamos a nossa vocação para a inovação, pesquisa e desenvolvimento estabelecendo nossa empresa em um polo que tem o mesmo objetivo. No BH-TEC, temos acesso a interações com universidades, centros de pesquisa e governos”, comentou o Diretor da Convert Itália na América Latina, Cláudio de Cataldo. A empresa tem origem italiana e trabalha na área de energias renováveis, com produtos da indústria fotovoltaica. Conforme o executivo, em apenas um ano de atuação no Brasil, a empresa já se tornou líder na América Latina em produção de tracker (rastreador), em parceria com a Usiminas. O produto está 100% nacionalizado, o que significa o know how no país.

A Supersonic, empresa de Otimização de Conversão não-residente do parque, também anunciou sua mudança para a modalidade residente. “Temos atendido clientes maiores nos últimos anos. Atrelar de forma definitiva o endereço físico da Supersonic a uma instituição séria e renomada como o BH-TEC nos dá um respaldo enorme”, afirma o cofundador da empresa, Filipe Reis. Segundo ele, a Supersonic já possui como clientes empresas residentes do Parque e frequentemente “troca figurinhas” com outras. “Imaginamos que essas possibilidades de networking vão ser ainda maiores. Além disso, como empresa residente teremos acesso a parcerias institucionais do BH-TEC e seus benefícios, como por exemplo linhas de crédito diferenciadas do BDMG”, destacou.

 

Deixe uma Resposta